www.100Atalhos.com  Saber mais sobre: PEDESTRIANISMO | MONTANHISMO | BTT | CANOAGEM

  DOWNLOADS  ::  LINKS

AS CAMINHADAS

As Caminhadas »»

O BTT E OS TRILHOS

O BTT e os Trilhos

OUTRAS AVENTURAS

Outras Aventuras...

SOBRE O GRUPO

O Grupo...

Site ...

» Def. como HomePage
» Adic. aos Favoritos
» Abertura: 07/02/05
 

Produzido por:

Nº de Visitas:

[ 1085492 ]

 

Caminhadas / Percursos Pedestres                                                    «« Voltar 

Covas do Rio » S. Macário » Aldeia da Pena » Covas do Rio (S.P. Sul)     Data: 04-05-2014


www.100atalhos.com » Grupo Aventura 100atalhos Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar!
Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar!
Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar! Click na foto para ampliar!
 

TRACK GPS

MAPA

PERFIL ALTITUDES

Download

Visualizar

Visualizar

» Nº de Downloads: 807

   

 
 


Percurso com início na aldeia de Covas do Rio com passagem pelo Alto de São Macário, Aldeia da Pena e com fim no ponto de início (Covas do Rio).
Destaque para a lindíssima Aldeia da Pena. Esta aldeia de xisto enquadra-se num cenário natural de rara beleza, sendo sem dúvida um lugar especial para os amantes da Natureza e da Montanha, considerado por muitos como uma das mais belas aldeias de xisto portuguesas.

Da Aldeia da Pena para Covas do Rio seguimos pelo Caminho “Onde o Morto Matou o Vivo”, um pequeno trilho num vale encaixado, onde só passa uma pessoa de cada vez, com grande declive e cheio de pedras de xisto soltas.

Para quem não conhece a lenda deste caminho, aqui fica um breve resumo:

“Antigamente, os habitantes da Aldeia da Pena iam a enterrar em Covas do Rio, um trajeto que era feito a pé e que demorava cerca de hora e meia a percorrer.
Os habitantes da Pena levavam o caixão aos ombros por aqueles trilhos estreitos e íngremes. Como o caminho era muito estreito, o caixão era levado apenas por dois homens, um à frente e outro atrás.
O percurso entre a Pena e Covas do Rio tinha vales muito profundos, com moinhos e cursos de água. Em muitas zonas, o sol mal chegava e as pedras estavam sempre húmidas e escorregadias. Ao descer uma das encostas, a pessoa que ia à frente com o caixão escorregou, perdeu o equilíbrio e o caixão caiu em cima dele, matando-o, daí dizer-se que o morto matou o vivo.”



Contactos Úteis:

Bombeiros
: 232 720 110 / 232 711 115

G.N.R. São Pedro do Sul
: 232 711 219

Centro de Saúde de São Pedro do Sul
: 232 720 180

Delegação de Turismo Dão - Lafões
: 232 711 320

 

. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .

..:: © 100atalhos.com | Webmaster: Luís Veloso ::..
Optimizado para ser visto numa resolução de 1024x768.